domingo, 28 de dezembro de 2008

Vida de cão?


De férias, na praia, uns dias meio "sabáticos", meio far niente... mas a cabeça, óbvio, continua a mil!!!! Praia, vendo o sol nascendo e se pondo, caminhadas silenciosas com os pés na areia gelada da manhã, vento refrescando o rosto, reflexões ao som do mar... uma dormidinha aqui, um apagar de pensamentos ali, uma comidinha trivial, muita água. E muita, muita leitura! Me pego pensando como a vida pode ser simples, leve, suave... a gente é que complica! Porque não pequenas férias em pleno dia-a-dia? Porque não um sorvete no meio da tarde? Um cinema na últiam sessão de segunda? Ou um telefonema no meio do expediebnte para uma amiga para rir e refrescar as idéias? Porque estas coisas simples nos parecem tão proibitivas?
Isso (re) aprendi este ano, em como a vida pode ser simples, bem vivida. Basta umas risadas bem soltas ao longo do dia, dar ou receber colo quando estiver precisando, ou satisfazer pequenas vontades na hora que vierem - como roubar um beijo "fora de hora", comer rosca no meio da tarde ou pastel feito em casa...mesmo que seja às 11h da noite!!! Porque deixamos o NÃO ditar tantas regras?
Presto atenção no meu cão nestes dias e vejo que eles, os cães, é que sabem viver.... são livres, fazem o que dá na telha, fazem o que querem, a qualquer hora, no seu tempo. Ai, pergunto: quem, realmente, tem vida de cão?



2 comentários:

  1. Sorte da pessoa que tem a chave do seus sentimentos, muita sorte mesmo. Não lhe conheço, mas suas palavras monstram que voce eh uma mulher inteira, que se entrega para a vida. tentei me add no teu orkut e vc nao aceitou, que pena....

    ResponderExcluir
  2. Vida de cão é a nossa se comparada com a grandeza do que esperas da vida. Linda!

    ResponderExcluir