sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Sobre o Amor



Ah, o Amor... tão mal-dito, tão falado por falar. Aos menos desavisados, sai da boca feito palavra tola , sai seco, fraco, sem vida. Sai qualquer. Aos atentos, como eu, custa a sair, porque leva junto um pedaço do meu ser, um pedaço de minh'alma. Na palavra - ou sentimento - vai um pouco de mim. Ou muito, já que me é imensurável. Muitas vezes me sai pelo olhar e segue aos olhos do outro, se atento. Outras, bem raras, sai pela minha boca, pleno e satisfeito, feliz por ter sido corajoso, liberto. Porque, para amar, é preciso entrega, é preciso desinteresse maior, é preciso humildade e desapego de mim. Precisa ser pleno, total, seguro, certeiro, seja ele o Amor que for (são tantos...).
Fernando Pessoa já dizia que "amar é cansar-se de estar só...uma covardia...uma traição a nós próprios". E Khalil Gibran já nos ensinava que "quando o amor vos fizer sinal, segui-o; ainda que os seus caminhos sejam duros e escarpados. E quando as suas asas vos envolverem, entregai-vos; ainda que a espada escondida na sua plumagem vos possa ferir".
Numa coisa, concordamos, todos: para amar, é preciso coragem...


6 comentários:

  1. ..estou sem palavras...cada dia melhor, mais densa, mais intensa, mais entregue...poobre de nós.... réles sonhadores do teu amor....

    ResponderExcluir
  2. Bom dia, minha linda! Amei - para parodiar teu texto - e te diria isso ao vivo e a cores se a vida me desse uma única oportunidade ! Bjs

    ResponderExcluir
  3. eu não precisaria de coragem pra te amar - muuuuuito!- , só de oportunidade. E não falo de um amor a toa, mas de um amor pleno, integro, integral, deste amor que esperas...e mereces!

    ResponderExcluir
  4. Bom ler os comentários, mas pena não fazer com que entendam desse Amor Maior ( assim, de letra maiúscula) de que falo, não terreno, não visivel, nem paupável...altamente complexo, arrisco dizer!

    ResponderExcluir
  5. A coragem vem do medo . Como a complexidade veio do simples ... como o amor veio do encontro.
    Todos provocam aquele frio no ventre,que nos acompanha prá sempre....bjs do norte

    ResponderExcluir