sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

Tempos modernos

"Tenho pensamentos que, se pudesse revelá-los e fazê-los viver, acrescentariam nova luminosidade às estrelas, nova beleza ao mundo e maior amor ao coração dos homens". Pelo que sei, esta frase é do grande poeta Fernando Pessoa.
Invejo. Acho corajoso da parte dele, até petulante, vaidoso. Eu, ao passo, não sei da dimensão de meus pensamentos - que me parecem tão pequenos, tão distraídos muitas vezes. Nem sei até onde o que eu penso, ou faço, faz alguma diferença para alguém. Sei, sim, da diferença que fazem para mim. E de como me sinto gratificada ao colocá-los para fora - não no papel, mas na tela. Meus pensamentos, tantos e infinitos, não cabem na minha cabeça. Fogem à primeira distração. E pousam, aqui, pela dança louca dos meus dedos nas teclas. Descubro, enfim, que as palavras modernas tem som...

Nenhum comentário:

Postar um comentário