quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

Amigoterapia

Revisando o feriadão "imposto" pelo Carnaval, faço um balanço do bem e do mal. E tiro dele belas conclusões. Uma delas, talvez a mais importante, é que não importa onde você está, e sim com quem. Por vezes estar sozinha comigo mesma me faz bem, me é necessário. Mas outras vezes, tantas, estar entre amigos - e ai inventaria mais uma palavra para meu já vasto vocabulário "joycês" - pode ser uma maravilhosa Amigoterapia. Terapia barata, simples, fácil a quem se abre a ela, verdadeira, de bem falar, de bem escutar, de bem rir, de bem valorizar. E assim foi, uma passada não totalmente postada por somente fatos alegres - já que assim não seria vida e sim sonho - mas de balanço final positivo. E não aquele bem estar pautado na alegria forçada, bebida ou comida, e sim na boa e velha conversa, no bom e velho entendimento, no caminhar ao lado, na troca de emoções e de gargalhadas ao simples olhar. E nisso, que me perdoem os machos que só se divertem com coisas mundanas , mulheres são mestras. Grandes mulheres, ou homens, raros, que tem em si muito da alma feminina. Minha homenagem à elas/eles, raras criaturas, que se abrem a este mundo paralelo. E ai, dou mão à palmatória e me rendo à verdade contida no trecho correto de Guimarães Rosa:
"A felicidade está em momentos de descuido...".

3 comentários:

  1. Nas veredas mineiras tem uma frase que deixam os terapêutas de cabelo em pé:
    - Se tenho amigo, ligo, consigo.
    Esse conforto se traduz em todos os sentidos.
    bjs do norte

    ResponderExcluir
  2. Te ter ao lado deve ser de um tamanho conforto indescritivel! Te-la como amiga, então, paraiso. Sorte destas pessoas, abençoadas com tua presença! Eu fico com tuas simples e sempre belas, confortantes palavras

    ResponderExcluir
  3. Sim! Estar fisicamente ao lado dessa mulher é muito bom mesmo! É uma montanha-russa em forma de gestos, palavras e suas colocações! Eu diria que é como estar em um parque de diversões quando estou ao seu lado!! (risos!!rss muitos!!) Esse turbilhão em forma de mulher, nos põe a pensar seriamente com suas não tão "simples palavras" as vezes! Sim, posso me dar ao luxo de dizer que eu estive em sua louca e doce companhia naquele doce e belo Ribeirão!
    Beijos de coração no coração!
    Ana

    ResponderExcluir