terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

Meu Lar

Hoje me despeço mais uma vez da Villa Nossa Senhora do Desterro, hoje conhecida como Florianópolis, a Ilha da Magia. Sei que voltarei em breve, mas a sensação que me fica, mais uma vez, é a de sair da própria casa, do próprio lar. Reconheço esse mar de muitas vidas, este sol que me aquece até a alma. Vejo nesse infinito de beleza muito mais do que meus olhos desta vida alcançam. Tenho a mais nítida e louca certeza de ter vivido aqui muitas vidas, ou pelo menos as que valeram à pena. Não sei os quandos nem os porquês, mas que importa? Sinto no ar um cheiro de outrora, que me aquece por dentro e me deixa feliz. Sinto no vento uma voz de "bem vinda ao lar" que me recebe com abraço de mãe já lá no continente. Meu coração aqui bate num compasso diferente, entre energia pura e sossego. Aqui foi e é minha casa, meu Lar. Aqui sou eu, ninguém mais. Aqui espero a minha Vida, desta e de tantas. Aqui, meu Porto. E neste Porto, aporto e quero ficar, olhar bem nos olhos do mar e dizer, um dia, enfim : voltei, para ficar!

4 comentários:

  1. Floripa é tua mátria....e como todos os jardins,deve estar muito feliz em te ter como uma filha que capta os seus encantos. Abraço emocionado , vocês duas. Bjs do norte

    ResponderExcluir
  2. Como simples mortal, invejo até Floripa. Ta certo que ela tem um q de magico, mas esse teu deleite declaro aqui tantas vezes me faz pensar que lá tem algo mais, que não revelas...e vem dai a minha inveja rsss

    ResponderExcluir
  3. Oi, minha linda, saudades de ti! Dei uma saida do ar, mas volto e te vejo ainda melhor, como sempre. Te reinventas a cada texto! Vai fundo! Bjs

    ResponderExcluir
  4. Minha Luz! Saudades de voce! Cada vez mais linda e mais intensa... Segue assim minha Deusa e teu livro virá! Bjs

    ResponderExcluir