segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

Meu paraíso


Ontem reconheci um dos meus tantos "Paraíso na Terra", um lugar onde sonho morar e ter ali o meu encontro com a minha Vida, plena e inteira, enfim, depois de tanta procura, de tantas vidas mal vividas. Lá, neste , que aprendi a amar desde ontem ( paixão à primeira vista, sim, acredito...), só se chega de barco ou por um trilha romanticamente traçada rente à água. Imaginei ali meu contato direto com a inspiração, que entraria pela janela todos os dias, pelo som da vida e pelo imagem sincera de Deus. Imaginei ali meu contato direto com a Vida que sonho depois de tantos anos de encontros e desencontros comigo mesma, com os tantos eus que convivem dentro de mim.
Não é sonho, nem delírio. É fato. Preciso de "pouco" (claro, todo paraíso tem seu preço...) para ser eternamente feliz. Já disse isso em outros textos que fiz. Basta -me o sossego de um Amor ao meu lado a me incentivar e me respeitar como eu sou. Um Amor que me entenda pelo olhar, e veja no meu silêncio todas as respostas que procura. Um Amor que me complete ou , mais que isso, que seja uno comigo, que esteja dentro de mim. Um Amor sábio, intenso, e de poucas palavras.
De resto, pouco me interessa, a não ser uma saúde resguardada, que viria da resposta desse convívio com o belo. No meu paraíso, pouca comida e muita água, pouca roupa e um conforto simples, fácil de alcançar. No meu paraíso na terra, muito de céu, muito de água, muito de verde e de cor, muito de amor.
Nele, eu e minha Vida, num encontro diário com nós mesmos, que somos um só, nessa solidão chamada Amor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário