domingo, 22 de março de 2009

Árvore

Na passagem corrida pela vida, muitas vezes deixamos de lado detalhes que nos são importantes, detalhes que deveriam ser lembrados todos os dias ao mais breve acordar. Um deles diz respeito a nossa própria árvore, que imagino frondosa e bela, plantada em algum campo de terras férteis. Árvore única e bela, de tantos outros frutos, partilhada por duas forças que se completaram em meu ser : ele, senhor de sua força, viril.
Ela, senhora de seu ventre, entregue.
Já falei muito aqui sobre meu fruto, e tão pouco - ou nada - da árvore de onde vim. Então chega a Vida, a sempre sábia Vida, a sempre generosa e amorosa Vida, e me pede para agradecer de forma sincera pelo encontro de amor que me concebeu. Pelo encontro de amor que me trouxe a ela, feito presente. Faz com que eu veja, como sempre, a mim mesma sob um novo ângulo, um ângulo adocicado e saboroso que me era totalmente esquecido.
Independente do que possamos sentir, pensar, saber ou viver e ter vivido, nossa árvore foi uma benção. Nossa árvore é uma benção.
Não estaria aqui, teclando emoções,se não fosse por ela. Não teria conhecido a Vida, não teria tido tantos amores, não teria sido árvore. Não teria sido. Nada seria. Então, muito a agradecer. Muito a retribuir agora que não se diz mais tão frondosa, mas que guarda nela toda a energia que me concebeu. Muito a respeitar. Muito a zelar e alimentar. Muito a amar.

4 comentários:

  1. Lindo isso, amiga! Realmente, quanto temos a agradecer e não o fazemos! agradeço o toque! Bjs

    ResponderExcluir
  2. Essa arvore realmente merece homenagens. Colocar no mundo uma mulher dessa não deve ter sido tarefa facil! Mas valeu cada esforço...eu também agradeço!! Como viveria sem essa luz?

    ResponderExcluir
  3. Bendito fruto!! Bendito fruto!!!

    ResponderExcluir
  4. Eu tambem agaradeceria se pudesse desfrutar de seu gosto...

    ResponderExcluir