quinta-feira, 19 de março de 2009

Poder


Hoje quero falar de um poder que toma conta do mundo as pouquinhos, e poucos tem percebido. Um poder gerador de uma energia enorme, ainda pouco aceita, pouco compreendida. Nele cabe uma força gigantesca capaz de alavancar o mundo, acordá-lo para a Vida: o Poder Feminino.
Não vou cair aqui na mesmice de elogios fáceis e batidos, de elogios fracos e de superfície. De elogios de mídia pobre. Falo aqui, quase que em tom de alerta aos que não o percebem. Somos, sim, fortes. Muito fortes. Somos únicas, somos além de expectativas declaradas, somos além do que o mundo nos quer dar, nos quer denominar. Somos além, muito, do que nos querem dar, migalhas frente ao que podemos ser. Vejo ao meu lado homens que se dizem fortes mas que não se mantém sem nosso apoio, sem nossa aprovação, sem nossa falsa modéstia de nos fazermos dependentes. Sem nosso olhar aprovador, sem nosso gozo frente à vida.
Não o somos, pelo menos nós que já encontramos nossa força interior, nossa Guerreira, nossa Morgana, nós mesmas. Desfrutar desse poder de forma delicada mas enérgica, amorosa mas sabendo-se de si, faz toda a diferença. Não nos cabem mais maridos, e sim companheiros de jornada. Não nos cabem mais patrões, mas parceiros compreendedores de tal força. Não nos cabem amores furtivos, desinteressados, mas amantes atentos. Nos cabem seguidores, nos cabem adoradores, nos cabem bem o avesso do que são - do que acham ser. A aqueles, raros, que nos reconhecem, entregaremos as armas, ensinaremos segredos, poções e mágicas. Aos raros reconhecedores de nosso poder maior, nossa idolatria,
nosso amor maior, nossa entrega plena e feliz.
A eles, nossa carga máxima de Amor.

2 comentários:

  1. Se todos fossem no mundo iguais a vc, que maravilha viver...

    ResponderExcluir
  2. Minha linda, são tão poucas Joyces no mundo... tão poucas que se sabem como tu, raras as que tem essa tua noção da vida e de ti mesma...Será um Rei absoluto quem cair nas tuas graças. Ajoelho-me aos teus pés!

    ResponderExcluir