quarta-feira, 4 de março de 2009

Sal

Talvez o maior presente em escrever estas Simples Palavras são as manifestações, sempre tão ou mais poéticas, sobre meus textos, meu pensamento, meu jeito, eu mesma - ou pelo menos como me veem aqui. Fico extasiada ao encontrar em tantas pessoas tal manifestação da arte em si, de seus sentimentos, de seu lado romântico, em meio a selva dita urbana. São tesouros escondidos dentro de todos nós, esperando serem descobertos, nessa procura incessante em que me vejo. Um tesouro que nos serve de comida, de alento, de própria vida. São eles, meus poetas, meus amores, platônicos ou não, que me alimentam com suas palavras, e meu quase fetiche pelas benditas .
Mas um especial toca-me fundo com sempre bem escolhidas palavras, bem colhidas em um campo lindo com cheiro de flor. Colho-as, admiro-as, toco-as enquanto me tocam. Sinto seu cheiro, provo seu gosto. Coloco-as em minha frente , como um presente, um prêmio diário pela minha insistência em ser feliz. Vem intensas, sempre, em doses pinceladas de carinho, de paixão, de amor, do desejo respeitoso do ser que sou. Para ele, meu lindo e delicioso poeta com gosto de sal, sou luz, sou estrela, sou puro amor. Se diz meu seguidor (" nunca, por um dia, deixei de percorrer esta ponte que me leva até ti" ), se diz meu aprendiz ( "nunca tinha feito amor com as palavras, tu ensinaste-me isso... escrevo-as e és tu"), se diz meu admirador ("o amor, indefinível por natureza, encontrou em ti um templo supremo, uma fonte eterna" ). Se faz eu mesma ("me reconheço em ti").
Feito um Amor Maior, vejo-me nele. Encontro nele um Porto.
Um Porto que recebo e me recebe como sou, nus e inteiros.
...És espelho de minh'alma e me entrego a ti, sem pudor...

Há palavras que nos beijam
Como se tivessem boca.
Palavras de amor, de esperança,
De imenso amor, de esperança louca.
Alexandre O'Neill

5 comentários:

  1. Quando todas as Joyces se inspiram , num só texto , haja coração e palavras , para tantas expressões do amor....congratulations...bjs do norte.

    ResponderExcluir
  2. Fazes de mim um pecador: inveja,ciúme,cobiça, ódio e amor, tudo junto! Sabe-los e não manisfesta-los seria melhor... mas me entrego à minha insignificancia de ser um simples admirador, não ainda amado, não ainda contemplado com o teu amor...

    ResponderExcluir
  3. Reviro meus livros, meu cerebro e minhas escritas e não acho nada para te contemplar. Me calo. Melhor assim. Acho que não sabes ainda o peso de tuas não tão simples palavras...

    ResponderExcluir
  4. Amar, todos te amam. Todos que te conhecem, te amam, de uma forma ou de outra.Impossivel não ama-la. Mas o dom das palavras, principalmante em relação a ti, faz toda diferença....fazer o que...

    ResponderExcluir
  5. Amiga! mexestes com o brio de muita gente por aqui.......também, com texto de tamanha beleza, quem não sentiria inveja?
    Sandra

    ResponderExcluir