sábado, 18 de abril de 2009

Sábado

Certo já estava o poetinha Vinicius: há um não sei o que no ar ...porque hoje é sábado.
Há um cheiro de romance, mesmos que só sonhados. Gosto de batom, maciez de pele, delícia de banho. Cheiro de colônia, perfume de amor. Hoje é sábado, dia em que se sonha com beijos de novela em homens de verdade. Dia em que se fantasia a realidade e que se realiza a fantasia.
É... hoje é sábado.
Dia de sonho e de desencontro. Dia de malícia e desencanto. Porque hoje é sábado. Dia de longas esperas e pequenos escapes. Dia de fazer-se mocinha sendo -se femme fatalle ( ou seria o contrário?) . Dia de receber o herói e descobrir que ele é só um homem ( e fazê-lo herói...).
Dia de baile de máscaras, todas, que nos cabem ao por do sol.
Ah, mas vou pensar que hoje é sábado, dia da esperança de ser feliz. Dia de beijo na boca e de mão na mão, de olho no olho e muita paixão! Dia do meu mar receber o teu rio num doce deleite ...
Pego-me pensando por que todos os dias não podem ser sábados verdadeiros. Porque esperar tanto para ser feliz. Porque esperar. Se todos os dias fossem sábado, estaríamos mais atentos, sempre, mais amados, mais amantes, sempre prontos para sermos mais felizes. Retiradas as máscaras , eu e tu em plena sintonia.
Certo estava o poeta...
Ah, Vida, hoje é sábado!
Venha me buscar e me fazer feliz!


Hoje é sábado, amanhã é domingo
A vida vem em ondas, como o mar
Os bondes andam em cima dos trilhos
E Nosso Senhor Jesus Cristo morreu na cruz para nos salvar. Hoje é sábado, amanhã é domingo
Não há nada como o tempo para passar
Foi muita bondade de Nosso Senhor Jesus Cristo
Mas por via das dúvidas livrai-nos meu Deus de todo mal.
Hoje é sábado, amanhã é domingo
Amanhã não gosta de ver ninguém bem
Hoje é que é o dia do presente
O dia é sábado. Impossível fugir a essa dura realidade
Neste momento todos os bares estão repletos de homens vazios
Todos os namorados estão de mãos entrelaçadas
Todos os maridos estão funcionando regularmente
Todas as mulheres estão atentas
Porque hoje é sábado.
(Vinícius de Moraes)

Um comentário:

  1. ...pensei varias vezes antes de colocar meu comentario...te vejo amando sozinha, por vezes clamando esse amor! quem seria o louco de ter o teu amor e não fazer nada para merece-lo? Ah, se fosse eu...

    ResponderExcluir