terça-feira, 16 de junho de 2009

Futuro

"Quando eu disse ao caroço de laranja,
que dentro dele dormia um laranjal inteirinho,
ele me olhou estupidamente incrédulo."
Essa frase de Hermógenes, um ser iluminado pela sua simplicidade de ver a vida, serve bem para que eu dê bom dia à Vida. Um brasileiro que nada contra a grande corrente. E segue seu nado bem na paz.
Bom dia, Vida!
Não vou me deixar levar pelas notícias do dia, onde a intolerância e a falta de esperança ganham espaço. Onde a desenfreada busca pelo poder e pelo ter inunda as pessoas de certezas erradas. Uma busca do nada. E a Vida, desde sempre, e a cada dia mais, tem me feito ver meu lado menina, longe dos arroubos desnecessários. Ela me orienta, frente aos desmandos do caminho. Eu a regulo, dando a ela uma leveza da qual ela tinha esquecido. Ela me dá rumo. Eu a acompanho com meu sorriso de menina.
Uma troca. Meu amor com a Vida é uma troca. Ou mais para um completar. Uma felicidade por osmose.
De minha parte, ingênua e desmedida.
Meus arroubos.
Da parte dela, muito do necessário, do previsto, do traçado. Eu, o frágil , que fica forte ao lado dela. Ela , meu forte, mas delicadamente alimentado pelo meu amar. Dou-lhe leveza e companhia. Ela, meu prumo e minhas certezas. Sementes, somos. Sementes de um futuro bom, tranquilo e banhado de amor. Semente de árvore frondosa que espera a hora para desabrochar. Em nosssas semenstes,que se juntam no amor, muito de nós, um mundo interinho a desvendar.

Um comentário:

  1. Invejo a Vida da qual falas com tanta propriedade. Vive-la, ao teu lado, e ser merecedor desse amor, um sonho.Que mulher é esta, que me arrebanha todas as manhãs, que me tira o sono ao mesmo tempo que me impulsiona?

    ResponderExcluir