quinta-feira, 9 de julho de 2009

Segredo

Acho engraçado alguns paralelos que crio em minha vasta mente, sempre aberta à novas ideias. Outro dia confessava que alguns cheiros, como de café e de carne, são mais apreciados por mim do que seu próprio gosto. Como se me interessasse mais a espera, a expectativa, do que a satisfação total do desejo.
E, de fato, não somos sempre assim? A espera, o flerte, a caça, nos parece mais prazerosa que a própria conquista. E assim somos, com tudo. Desde a roupa nova ao novo amor. O prazer maior está até o conquistar. Um limite, tênue, entre o querer e o ter. Um prazer que vai até a primeira satisfação, o primeiro saborear. O gole final não tem mais o sabor da espera. Já não tem mais o sabor da prosa, não tem mais o sabor da lábia. Não tem mais a malícia.
E no amor, como seria? Ah, no amor tudo muda. O tal cheiro dura enquanto dura o amor. Como se a cada dia tivesse um cheiro diferente, um novo gosto ao degustar. Com um novo café a cada dia. É ser o mesmo e ao mesmo tempo ser outro. O mesmo bom dia chegando aos ouvidos amados de forma diferente. O mesmo gosto da boca com mil gostos diferentes. O mesmo olhar sendo outro a cada dia. A mesma mão percorrendo o amado por caminhos não revelados...
Ah, no amor, tudo muda se se é amado. Quem me ensinou? A Vida, que deve ter aprendido com Drummond...
Para entender uma mulher é preciso mais que deitar-se com ela…
Há de se ter mais sonhos e cartas na mesa que se possa prever nossa vã pretensão…
Para possuir uma mulher é preciso mais do que fazê-la sentir-se em êxtase numa cama,
em uma seda, com toda viril possibilidade…
Há de se conseguir fazê-la sorrir antes do próximo encontro
Para conhecer uma mulher, mais que em seu orgasmo,
tem de ser mais que amante perfeito…
Há de se ter o jeito certo ao sair, e fazer da saudade
e das lembranças, todo sorriso…
- O potente, o amante, o homem viril, são homens bons…
bons homens de abraços e passos firmes…
bons homens pra se contar histórias…
Há, porém, o homem certo, de todo instante:
O de depois!
Para conquistar uma mulher, mais que ser este amante,
há de se querer o amanhã,
e depois do amor um silêncio de cumplicidade…
e mostrar que o que se quis é menor do que o que não se deve perder.
É esperar amanhecer, e nem lembrar do relógio ou café…
Há que ser mulher, por um triz e, então, ser feliz!
Para amar uma mulher,
mais que entendê-la,
mais que conhecê-la,
mais que possuí-la,
é preciso honrar a obra de Deus, e merecer um sorriso escondido,
e também ser possuído e, ainda assim, também ser viril…
Para amar uma mulher, mais que tentar conquistá-la,
há de ser conquistado… todo tomado e,
com um pouco de sorte, também ser amado!”
Carlos Drumond de Andrade

2 comentários:

  1. Essa vida,sempre ela, que te fez - e faz - tão perfeita!
    Quem tem a chance e não sente em ti um sabor novo a cada dia não te merece. És feito um bouquet novo a cada manhã, com novas cores e novos aromas.Despertar ao teu lado seria um sonho...ficaria quietinho admirando toda beleza da minha menina, esperando a minha mulher despertar!

    ResponderExcluir
  2. Adorei teres adotado fonte maior. As idosas agradecem ! kkkkkkkkkk E, como sempre, fotos ma ra vi lho sas. Bj MA

    ResponderExcluir