quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Mulher


Por trás dessa mulher aparentemente guerreira, forte, que por vezes assusta ou encabula, tem um eu guardado a sete chaves. Sou, assumo, extremamente romântica.
Um lado pueril e ingênuo, posso dizer.
Gosto de ser mimada, gosto de gentilezas, gosto do sutil encantamento de palavras e gestos. Que me abram portas, que se importem comigo, que me peguem pela mão, que me abracem e me abriguem. Gosto de pequenos gestos - para mim de muito valor. Um alô, um elogio, uma mensagem carinhosa, flores , mesmo que virtuais. Gosto de sinceros olhos que me digam algo, de uma mão que pega a minha de forma suave, um abraço não esperado. Amo beijo na testa. Amo declarações inesperadas, mesmo que sem nenhuma palavra.
Quanta coisa se vê em pequenos gestos, quanta força em detalhes discretos. Adoro um sentir-me segura, amada, desejada. Quando fazem escapar de mim um sorriso envergonhado, sentir a pele corando. Meu lado feminino aflorado.
Por trás dessa mulher aparentemente segura, muita procura de porto, onde descanso minhas armas e me entrego para a Vida. Dentro dela, um coração que dispara por um simples olhar...
Mulher, apenas.

Um comentário:

  1. És uma menina-mulher apaixonante! E é essa tua dualidade que te faz tão especial!Vontade de dar colo, de carinhar, de proteger...

    ResponderExcluir