domingo, 16 de agosto de 2009

Viver

Vivi esse final de semana como não fazia faz tempo. Vivi-o intensamente, da melhor forma que imaginei. Vivi - penso - a Joyce como ela realmente e', plena inteira , risonha, interessada, aberta ao mundo. Fazendo da própria vida uma terapia. Um viver como gosto.
E não falo aqui de grandes coisas, não. Uma pequena viagem, em tão boa companhia, rindo muito, conversando muito, conhecendo coisas e pessoas. Seguindo de forma leve, a vida.
Descobrindo mundos, muitas viagens em uma só.
Aí esta a chave: viver, de forma simples, mas plena. Essa sou eu, penso. Lá estava a Joyce,a ntes escondida em algum lugar. Talvez sob a capa do medo, talvez sob a capa do cômodo. Com certeza sob a capa do cotidiano, confortável e chato. Aventura é isso, penso. Viver é isso, afirmo para mim mesma, como forma de me abrir os olhos. E o coração.
Há luz no fim do túnel, e muita vida para se viver!
Então, que me venha!

2 comentários:

  1. Mereces esta descoberta, mereces tudo de bom. Mesmo que isso não me inclua...

    ResponderExcluir
  2. Nesta viagem levastes a Vida? Ma

    ResponderExcluir