quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Bom dia!

Mesmo estando numa cidade abastecida pela correria e pelo movimento, vou fazer de meu dia um dia bem especial. Vejo lá fora um entra e sai, um sobe e desce, um corre corre do qual fujo, sempre.
Não dormi como imaginava - e precisava - e apesar do belo banho de banheira, tão merecido. Ansiedade pela vida, talvez. Ânsia de viver, penso. Tomo um chá enquanto escrevo, e escrevo de forma lenta. Como se navegasse contra o dia lá fora. Como se organizasse minha vida em mim. Não tenho pressa, apesar de tantas tarefas a me esperar. Quero curtir esse silêncio, esse momento só meu. Fazer deste dia não um e sim"o".
Fazer de meu dia um bom dia. Fazer de mim o que sou. E o que mereço ser.
Bom dia, Joyce!

Nenhum comentário:

Postar um comentário