sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Futuro

Li meu tarot para os próximos seis meses. Fala muito de lutas, de enfrentamentos, de dúvidas, de difíceis - mas necessárias - mudanças. Pede de mim o silêncio da espera, a estratégia da luta. Gosto de sabê-lo não para esmorecer e sim, enfrentar. Bem o sei. E já me preparo.
Melhor assim. Não gosto do morno. Não gosto da letargia, essa letargia que me engessa faz tempo. Não posso mais olhar o deserto de minha vida sem pensar em como prosseguir. E é dando o primeiro passo que se começa a grande jornada.
Um primeiro e difícil passo no sol escaldante.
Então relembro as conversas - em meu precário inglês - com meu amigo Ibrahim, morador do deserto de Marrocos: da simplicidade, muito; do deserto, força e sabedoria para enfrentar; das estrelas, muita luz; do silêncio, respostas.
Lembro, mais uma vez, que tenho dentro de mim uma guerreira, guerreira de muitas armas.
Só falta saber lutar.
E sonhar, muito. Como já dizia o gauchinho Quintana, " sonhar é acordar-se para dentro"...

Nenhum comentário:

Postar um comentário