segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Lição

Se é verdade o que dizia minha mãe, que raios e trovões mostram que estão fazendo faxina no céu, a coisa por lá anda feia. Ou bonita. Estão nesse arrasta arrasta, nessa limpeza geral desde ontem à tarde.
Também em mim devia haver uma faxina. Ando quieta, pensativa, triste até. Pena não poder usar de raios e trovões para dar uma geral também dentro de mim. Precisava. Tenho acumulado tristezas e devaneios vãos. Tolos, mas meus.
Mas em mim só chove, gotas que caem ou que teimo em deixar trancadas em meu ser. Nada de tempestades, nada de furacões, nada de algo que me faça acordar.
Quem sabe é chegada a hora de eu mesma fazer meu temporal. Revirar as coisas, renovar o solo e torná- lo fértil outra vez. Ou quem sabe até uma chuva arrasadora que me faça começar do zero. O que preciso, eu bem sei. Talvez me falte a força da natureza. Talvez um raio que me faça acordar. Talvez não me falte nada, apenas coragem de recomeçar...

Nenhum comentário:

Postar um comentário