sábado, 5 de setembro de 2009

Nós

Dei-me de presente um dia. Passei-o fora, longe de tantas coisas que me travam, por vezes sufocam. Voltei nova. Uma conversa com jovens, uma janta com amigos, uma cama só para mim. De companhia na noite e quase o dia todo, eu. Um cuidar de mim, um levantar sem hora, um banho sem pressa. Um café sem pensar em nada. Um passear sem chamadas, vendo vitrines, observando pessoas, sentando para um café. Eu e eu. Tiramos o dia de folga. Muita conversa, muito riso, muita promessa uma para a outra.
Foi bom, nos reconciliamos. Provamos roupas, experimentamos calçados. Demo-nos um tempo para sermos felizes. Merecíamos. Na correria do dia a dia, pouco tempo para nós, muito tempo a espera dos outros. Muito tempo a espera que nos vejam, que nos sintam, que nos dêem atenção. Que nos respeitem. Que nos completem.
Nisso concordamos, eu e eu: completamo-nos. Quando juntas, estamos inteiras. Quando uma só, felizes! E dessa felicidade me alimento e sobrevivo na selva da solidão.

2 comentários:

  1. OI joyce.Gostei de conhçer seu blog. Qual profissão lhe é mais prezerosa?Arquitetura ou Escritora, rsrs?
    Sou estudande de paisagismo. Não sou poeta, ´ás vezes para os amigos.....sai alguma inspiração que compõe pequenos carttões ou post, como o útimo que fiz no meu blog.Passa lá conheçer: www.coisas-de-taty.blogspost.com.


    Bjus, prazer!

    ResponderExcluir
  2. Sempre que faço dia " Nós" aontecer, o chamo de " Dia de Madame". Nem sei bem o por quê, mas assim o chamo há anos. E é tão bom meu dia de madame... Beijos Ma

    ResponderExcluir