sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Novos ares


Minha vida já anda com ares de férias. Deve ser a proximidade delas ou o sol que nesta época do ano que entra cedo, cedo. Acordo animada, mesmo nos dias que não está prevista a minha sempre bela caminhada. Acho que já entrei no espírito de verão. Gosto. Visto azul e sorrio para a Vida, minha eterna companheira.
Pergunto-me porque não poderia ser sempre assim, mesmo no mais rigoroso inverno. Porque a natureza é sábia, bem sei. Basta ouví-la. No outono fazemos uma preparação para o tempo fechado que virá. Um tempo de guardar. Um acúmulo de energia para o inverno, onde fechamo-nos para pensar, como um hibernar de ideias. Já a primavera é tempo de preparação para um abrir. Tempo de plantar. Ficamos atentos aos movimentos, fazemos planos, medimos passos. É esse sol, esse cantarolar dos pássaros, essa aragem fresca que nos chamam para a rua, para o bem viver. É a vida nos avisando do tempo que virá. Logo, logo, já vem o verão, explosão de luz e calor, tempo de expansão, tempo de se expor. Nele queremos aproveitar tudo do que temos direito, nossas vontades e anseios, nossa colheita do que queremos ser. Tempo de colher.
A natureza é sábia. Também podemos ser, se ficarmos atentos, ligados a ela. E tal feito a Mãe, também sermos sábios e tirar de seus ensinamentos belos proveitos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário