sábado, 14 de novembro de 2009

Surpresa

Sempre fui preguiçosa em relação a exercícios. Sentia deles os benefícios, mas nada que me fizesse amá-los. E isso desde as aulas de colégio. Detestava.Depois arranjei a desculpa de uma lombar com defeito de fábrica. Um defeito de nomes complicados
que servia muito bem de desculpa.
Hoje, no auge de meu motor 4.5, sinto-me outra e com pena pelo tempo perdido. Ando com vontade pelas ruas da cidade. E , para minha própria surpresa, alterno com corridinhas. Mínimas, mas que me valem um sorriso de superação. Tímidas, mas que mantém meu frequencímetro na medida certa. Meu coração, minhas coxas e meu bumbum agradecem. As roupas perdidas também. Mias ainda as roupas esquecidas no armário. Acima de tudo agradece a minha auto estima. Mais pelo superar-me que o agradar-me. Mais pelo sentimento que pelo espelho. Um ultrapassar de marcas, um alcançar de metas, um esquecer medos.
Que me venha o 4.6!

Nenhum comentário:

Postar um comentário