domingo, 6 de dezembro de 2009

Receita


Ah, se você soubesse como basta pouco para ser feliz!
Assim me veio a mensagem dessa imagem tão simples e tão profunda ao mesmo tempo. Para a pequena princesa, basta sentir-se como uma. E um picolé para adoçar a vida. Para nós, o que bastaria?
O crescer traz sofrimentos bem por causa disso. Não nos basta qualquer coisa. Uma após a outra, queremos. Por vezes, queremos por querer. E depois de consegui-las, não nos servem mais. Não curtimos o picolé da vez, nem a sensação da falsa tiara. Estamos no agora pensando no depois.
Está ai a grandeza - e até a cura - da meditação: viver o agora, o presente, livre de outros e tantos - tantos! - pensamentos. Viver o que se tem para viver, de bom grado e bom sorriso na cara. Curtir a vida, como dizíamos certa época.
Eu tenho tentado, pelo menos, não me atropelar nem ser atropelada por sonhos e desejos infindos. Muitos, por vezes, desnecessários. Tenho tentado viver cada momento. É uma lição difícil. Um pegar de caminhos e sentir cada passo no chão. Cada bocada, cada mastigada antes de engolir.
Estar, de corpo e alma, em cada momento. Sentir na boca o gosto doce da Vida.
Meu picolé de manga.

Nenhum comentário:

Postar um comentário