quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Acorda, Alice!


Ainda falando de Alice, lembrei de um amigo que falava sempre uma frase quando a gente resolvia "viajar na maionese":
- ACORDA, ALICE!
Riamos muito, pois ele berrava a frase, quase a nos sacudir para a vida. E assim o era. Após a risada, retomávamos o assunto de uma forma mais séria, mais pé no chão. Menos "Alice"...
Sinto falta, muitas vezes de um "acorda, Alice" em minha vida. Pego-me delirando sobre um certo tema, quase à exaustão, até que a Vida me chama a atenção e me acorda. Muitas vezes a resposta estava ali, tão na cara que eu não enxergava, feito dedo na ponta do nariz. Por vezes acho graça, como se procurasse o presente de Natal, estando sentada sobre ele...
É, a felicidade, como já escrevi aqui, pode estar num improviso. A resposta certa também...ou talvez precisemos de nossas rainhas loucas e de chapeleiros malucos...

Nenhum comentário:

Postar um comentário