sábado, 6 de março de 2010

Asas


'' A alegria e o amor são as duas asas para as grandes ações"
(Goethe)

Reconheci minha'lma nesta frase. Para quem me sabe, sou movida por elas, minhas asas. Se me faltam, não voo, não vou a lugar nenhum. Não saio de mim mesma.
Tenho muita alegria em mim, mesmo que interna. Está lá, eu bem sei, à espera do despertar. Está até nas lágrimas que caem vez por outra. Emociono -me fácil, sou presa fácil para as coisas boas e nem tão boas do mundo. Sou facinha de agradar, mais do que de magoar.Tenho, sim, uma enorme alegria em viver. Vontade, mesmo. Amo a vida, mesmo que não demonstre, infelizmente, como queria ou até deveria. Sou feliz do meu jeito, do jeito que dá,
do jeito que me ajeito.
Alegria para mim é tudo. Acho que tudo se resolve com um sorriso, melhor ainda com uma gargalhada gostosa. E dou. Mesmo quando não devo. Tem coisa melhor do que vontade de rir quando não se pode? O riso ali, reprimido, estanque, louco para sair. Sai com vontade, mesmo antes do abrir das comportas. E basta um olhar ou um lembrar, e vem de novo,
feito ondas sucessivas do meu melhor.
E do amor, que diria eu? Amo, muito. Tudo, ou quase. Do meu jeito e de várias formas. Da flor nova que achei no caminho, ao cheiro do limo das árvores depois da chuva. Amo o sol que me invade o corpo, o vento novo do outono que vem chegando. Amo a ideia que me vem na pior hora, a frase que me puxa um texto.
Amo meu jeito menina de ser. E como a mulher aparece sem esperar. Amo a risada de meu filho, que puxa a minha. O beijar a sua testa enquanto dorme, amo seu cheiro de sono logo pela manhã. O calor do colo de minha mãe, que tão pouco peço. Amo de paixão rir de minha irmã e suas traquinagens de bem viver....é como se eu risse em dobro.
Amo o rasgo de felicidade do meu cão ao sentir cosquinhas. E o como me olha pedindo colo. Amo sorvete que como à revelia, melhor ainda se em colheradas divididas. E o bom vinho que me aquece a'lma e expõe verdades.
Amo as mensagens que me fazem rir ou chorar. E a simples lembrança de me mandar. Amo a simples ideia de me ver amando. Amo esse Amor que ainda não veio, mas vem para ficar.
Amar e rir. Rir e amar. Minhas asas de paixão, minhas asas de bem voar.
Livre voar, sem medo do céu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário