quinta-feira, 15 de abril de 2010

Partida


Hoje viajo novamente. Só pelo fato de ficar umas horas comigo mesma, já me sinto renovada. Einstein já dizia que um cérebro que aprende algo nunca volta ao seu tamanho normal. Bem é verdade: o meu fica enorme a cada viagem que faço, seja para onde for. E nada melhor que sair de casa, do mundinho do dia-a-dia para se aprender muito. Das pessoas, das coisas, dos novos lugares, novos sotaques, novos jeitos. Novos sabores, ou os mesmos, que gostamos, renovados. Olho tudo com outros olhos, escuto tudo com mais atenção, como se em cada detalhe tivesse um tesouro - ou um bom texto, bem é verdade!
Melhor ainda se vamos para lugares em que somos bem recebidos - tão bom receber aquele gostoso abraço! Vou estar com pessoas que me gostam e me respeitam, o que já é suficiente para me deixar feliz, muito feliz. E mais ainda: com novas perspectivas, que é meu caso. Vou em busca de novos horizontes, novas frentes a serem enfrentadas. Se o cérebro aumenta com novas ideias, imagine muitas! Um tudo novo a me renovar. Um recomeçar a essa altura do campeonato, 46 min do primeiro tempo. Ah, tenho muito jogo ainda pela frente, espero. E sonho. Quero uma decisão do campeonato de me ser. Dar um olé nos opositores, senhores de tantos senãos da vida, de tantos talvez, de tantos quem sabe. De tantos nãos. Quero trabalhar em conjunto com quem é de meu time - ou que pelo menos torce por mim. Quero ao meu lado quem me acompanhe até o fim. Que me espere para comemorar meus tantos gols.
E serão muitos, eu sei. E de salto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário