quarta-feira, 14 de abril de 2010

Saída


Sabe aquele dia que a gente chega a conclusão que viver vale a pena? Pois é, em épocas que a auto-estima não está lá essas coisas, qualquer agrado vale ouro (Risos. Deve ser assim que pensa o vira-lata da rua...).
Pois bem, estava eu num desses dias " de cão" - sabe, desses que parecem decisivos? E que por isso mesmo tem muita gente querendo nos deixar para baixo? Acham que essa é uma boa forma de nos fazer desistir de nossos sonhos, do que somos, do que queremos ser.
Não deu certo, já aviso!
Por isso é bom ser bom. Dar o seu melhor. Amar da melhor forma, dar seu melhor sorriso (mesmo chorando por dentro), sua melhor palavra. Dar carinho ao outro quando é a gente que está precisando. Senão, melhor seria ficar de boca fechada e usar uma burka
(lembrei do que disse um amigo -risos - depois eu conto!).
E por sermos assim, sempre tentando passar o "tudo de bom" que somos e temos, parece que os outros desconfiam que a gente está precisando de um afago. Elogios que vêm sem nem se pensar, palavras de conforto e de carinho de onde menos se espera, promessas de dias melhores virão. Amor em forma de palavras. O som da voz do outro que nos acalma. Alguém que nos faça pensar de outra forma - ou que nos diga que estamos certos. Alguém que nos incentive a continuar. Alguém que nos diga para ter calma, sim, mas nunca para desistir.
Meu gás. Esperançosa que sou, mesmo abatida (que palavra feia, não sou bicho!), levanto, tomo meu Rescue e sacudo a teia para me soltar. Se a peçonha quer me pegar, já aviso:
vou dar trabalho!
Ainda pensando sobre a burka? Pois bem, esse amigo disse que nem ela me adianta, já que meus olhos mostram tudo...E para quem ainda não conhece o Rescue, vale experimentar. Um floral maravilhoso para estas épocas de decisões, como no meu caso, ou de tristezas, que quero longe!

Nenhum comentário:

Postar um comentário