quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Brrrr


Frio, muito. E chuva. Nem sei quantos graus faz por aqui, mas com certeza, menos de 10. Já peguei bem menos em Porto Alegre, mas aqui parece mais úmido, e por isso, mais gelado. Ou a chuva na janela que me faz pensar que estou dentro de um copo de gelo. Quem me beberá?
Não que não goste do frio. Mas me sinto envergada, tensa, rígida. Mas tem seu lado A. Frio, a gente vai colocando roupas (pareço uma mulher-cebola de tantas cascas) , toma um café ou chá e tudo aquece. As pessoas ficam mais próximas, os marmanjos pedem colo, o cachorro se aninha nas pernas. A gente fica mais em casa e por isso lê mais, conversa mais, compartilha mais. E vai mais cedo para a cama, para ler , dormir , ou, quem sabe, namorar. A noite mais longa convida ao aconchego do cobertor, com ou sem orelhas. O problema é sair de lá.
Não sou dada a extremos, aos desvarios do tempo. Por isso minha preferência por outonos e primaveras. Calor, só na praia , e bem de frente para o mar. Chega uma hora que não se pode tirar mais nada, a não ser que se queria ser preso por atentado ao pudor. E ai tem o suor, melhor nem falar. A cara avermelhada do sol, mesmo na sombra. E aquela sensação de não estar se respirando a contento. Nem tomando água que chegue. Mas os dias são mais compridos e bem cumpridas as tarefas de bem viver. Tempos de namorar de mãos dadas por ai. De ver o luar. E qualquer lugar serve para namorar. Sem esquecer, de novo, o atentado ao pudor, claro. (risos).
Mas, voltando ao juízo e ao frio de rachar pensamentos, acho que o problema é não estar preparado. Banho de chuveiro elétrico não dá conta ( lembrei de minha mãe queimando álcool no banheiro...). Ambientes sem aquecedor, idem. Nem adianta encher de edredons de verão. A comida já chega gelada à boca. E falta ver o amigo sol, que deve ter ido tirar férias no outro hemisfério. Ele que me encanta e me faz ver que o mundo pode ser melhor. E tem ainda meu lado Madre Tereza, que se pega pensando nas pessoas que nem tem nada disso em casa. Ou nem casa tem. Vira drama. Janete Clair incorporada. Pena que só em pensamento. Se fizesse algo, me sentiria mais aliviada...
Frio, faz muito e não estamos preparados. Nem com tanto café com leite ou sopa de feijão. Você, não sei. Eu não estava. Nem o corpo e nem a alma. Até teclar fica difícil. E tem gente que vai ao sul atrás de neve. Eu preferiria ir ao paraíso. Tomara São Pedro dê uma trégua. Ou vou voltar àquela ideia de hibernar...

Nenhum comentário:

Postar um comentário