quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Reclamação






Ontem fez calor, muito calor, destes de mais de 37oC à sombra. E eu já desenhava reclamações sobre o Verão, coitado, que nem deu as caras ainda.  Um sol de anil, sem nem uma nuvem. Mas bastou o chegar da noite e o tempo emburrou. Aliás, virou bicho traiçoeiro. Deu um temporal daqueles de derrubar árvores. E como me dói vê-las, ali, estendidas no chão.
Hoje o tempo é outro. Amanheceu chovendo fraquinho, o que não alterou muito com o passar das horas. Despencou poderia dizer. Ou como falo em tom de zombaria: a temperatura caiu violentamente...quem bom que não encima de mim!
Ficaram em algum lugar uns bons 20oC. Não chegaram até aqui. Devem estar tomando um bom café com bolo em alguma casa bem servida pelo caminho, diria. Aliás, é essa  a minha vontade, não fosse essa minha briga -  diga-se de passagem, chata , nada convencedora e ameaçadora da paz -  com a balança. Um café com leite de queimar a goela. E um bom pedaço de bolo  - daqueles, de vó, como gosto, simples - ,  quem sabe de fubá ou de laranja? Quem sabe uma natinha para molhar?
Protesto. Acho isso uma covardia. Teste, convenço-me. Bem no dia que não dá para caminhar e gastar, nem que seja em teoria, as calorias a mais deliciosamente devoradas, lá vem a chuva para me impedir de tal. Nem dá para pensar que "gastei, portanto posso". E nem dá para negociar com o corpo e dizer que amanhã eu caminho. Que amanhã eu como menos. Que amanhã eu faço. Essa conta não dá para marcar na caderneta. Essa conta pede dinheiro vivo, pagamento na hora - ou nada feito, não se leva a paz de espírito. Uma matemática lógica para coisas que não tem lógica nenhuma, como satisfazer os desejos - inclusive os reprimidos. Uma subtração menor, quase infâme, de coisas que se avolumam como que em progressão aritmética.
Injusto. Está ai uma boa reivindicação para a próxima encarnação. Ou Deus muda essa matemática, ou muda o que é moda ou sinônimo de saúde. Ou tira as calorias das coisas boas. Ou me deixa menos encanada. Ou, quem sabe , me manda seca feito vara de pau. Ou magra de ruim. Não era nada mal...
Servidos?

3 comentários:

  1. Uma delícia de bolo, uma delícia de post! Gamei...
    Beijos mis, vc merece!

    ResponderExcluir
  2. Ou, quem sabe , me manda seca feito vara de pau. Ou magra de ruim?
    Também queroooooooooooo!

    ResponderExcluir