sábado, 12 de fevereiro de 2011

Pitadas


Toda pessoa que gosta destas coisas sabe. No café, pitada de chocolate. Aguça o sabor. No chocolate, pitada de café. Gosto de capuccino. No doce, pitadinha de salgado. Até dizem que "o segredo do doce é o sal". Tira seu excesso melado. No salgado e ácido, pitadinha de doce. Deixa  o sabor descer mais leve, sem morder a língua. Pimenta o suficiente para se sentir quente, não para queimar o céu da boca. Um alho para se proteger de todo mal. Raspas de limão para aromatizar. E cheiro verde, esse sim, em abundância, que é só coisa boa, puro frescor, clorofila que purifica a vida.
É, a culinária nos dá boas lições...
Assim devíamos fazer em nossa vida, no passar das horas, com nossas coisas. Em nossa forma de pensar e agir. No meio da discussão, um freio, uma parada. Respirar. Quem sabe a gente cuida mais das palavras numa próxima vez. No meio do beijo desenfreado, ávido, parada para olhar nos olhos do outro e ver nele a certeza do iluminar. Ciúme, sim, mas só um pouco. Mostra que me importo. E logo temperá-lo com um uma pitada de confiança ( ou muita, nesse caso). E generosas colheradas de meu amor. Inveja pode, mas só aquela boa que não faz mal a ninguém, só ajuda a levantar estimas. Saudade, ah, essa sim, perfuma e faz a gente desejar. Essa não temo em exagerar.
Isso tudo me faz lembrar os orientais que ensinam que se deve deixar um pouco de comida no prato. Deixar o corpo com ares de quero mais. Não saturar, nem empanturrar. O corpo não estufa, a mente não pára de pensar. Vou tentar me policiar da próxima vez. Quem sabe nas palavras malditas. Quem sabe nas palavras escritas. Por vezes saem destemidas e podem muito bem machucar. Quem sabe nem termino meu pensar. Quem sabe vai ser bom. Cada um lê e termina seu  /meu texto como quiser...Quem sabe vale tentar.

" O que se sente exige o momento; passado este, há um virar de página e a história continua,
mas não o texto".
Fernando Pessoa



3 comentários:

  1. Escreves de um jeito leve, divertido, mesmo sobre as coisas ruins da vida. Estais longe de ser como tantas pessoas amargas que vemos no mundo,tanta gente querendo nos derrubar, nos colocar para baixo!Admiro essa tua força, teu jeito meigo de dizer as coisas, és uma grande mulher! Feliz daquele que tem a oportunidade e sabe te viver a contento!
    Ma

    ResponderExcluir
  2. Li teu texto ao lado. Falas em cura. Tu és a nossa...

    ResponderExcluir
  3. Simplesmente as pitadas dão o toque especial em nossa vida!

    ResponderExcluir