terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Rosa



Às vezes, a coisa demora a engrenar, a experiência e a intuição se juntarem e as fichas cairem ( quem inventou isso? Faz minha cabeça parecer jogo de azar...) .

Outro dia falava de meu ano na numerologia (some seu dia de nascimento com 2011...). O meu deu oito, esse número engraçado,  que me faz lembrar o infinito e tudo o mais que  já falei. Um ano voltado a materialização no campo profissional , ao colher o já tanto plantado - o que, obviamente não sentei para esperar e estou correndo atrás. Centrando. E pedia que eu usasse rosa para equilibrar, sábia mistura. Ou seja: meu lado profissinal de um lado e meu lado feminino no outro. Um lado me puxando para coisas práticas, outro me puxando para meus sonhos. Ou desejos, delicadezas, como queira. Um me dando força e garra, o outro doçura. Balança equilibrada, para fugir da corda bamba.

Poderia deixar passar em vão e dizer que é tudo besteira, mas voltei no tempo e fiz uma revisão. Em meados dos anos 1990 eu estava no auge de minha carreira como especialista em revestimentos - coisa que amo fazer até hoje e que, bem ou mal, me trouxe onde estou. Era a 'garota propaganda ' de uma das maiores empresas do país. A primeira arquiteta ' no pedaço', a primeira atendente de showroom, depois a primeira promotora, a primeira especificadora, a primeira de tudo. Meu auge me levou a comprar um apartamento - pequeno mas meu, grande sonho. E, não me perguntem porque, pintei -o todo de rosa. Todo. Um rosa tranquilo, agradável à alma e extremamente feminino. A mulher que caçava oportunidades curvando-se à mulher que eu, intimamente, sonhava em ser. Resultado disso? Perdi meu emprego e ganhei um filho. Assim, tudo junto e tudo misturado como só a vida sabe fazer. Quem quiser que engula. E tente aceitar.

Hoje revejo. Rosa. Flor ou cor. Contraditória na história. Já foi símbolo de paixão e segredo. Simbolo do amor, que continua sendo. E da pureza de Maria. Vem dai a palavra rosário, interiorização e renovação, espécie de meditação. Tetos eram pintados com desenho de rosas para manter segredos entre quatro paredes. E foi o orgulho da rosa que arruinou a tranquilidade do mundo do pequeno príncipe. Mas também quem o fez descobrir o segredo do que é realmente importante na vida. Descubro que a rosa , por si só, já é equilíbrio.

Rosa vibrante é sensualidade, sexualidade. Meu lado fêmea. Rosa claro é associado ao lado mais feminino, o lado delicado de todas nós.Meu lado mulher. Gosto dos dois, mas a hora pede meu lado tranquilo. Algo amoroso, carinhoso, terno, suave e ao mesmo tempo uma certa fragilidade e delicadeza. Está ainda associado à compaixão. Pedem para que use rosa e isso , à primeira vista, me dá medo. Traz o sempre calmo e dócil. O amor incondicional ( e tem outro jeito de amar?).

Volto um pouco menos no tempo e me vejo me reconhecendo como mulher. Usando vestido, salto alto, unha vermelha. Meu primeiro passo, de uma caminhada lenta que já dura muito, em me reconhecer duplamente. Ou inteira. Não só como mãe e profissional, mas como mais. Como sou. Quem sou. A procura - incessante e nada fácil, reconheço - de me ser por completo.
Rosa. Gosto da flor estampada no peito. Do rosa discreto e calmo da maturidade, detalhes em mim. Tenho uma pedra que bem sei onde está e preciso energizar. Delicadeza, meu lado suave de ver a vida. Sigo meu caminho, espada e rosa. Acho que eu deveria , mesmo, fazer uma tatoo. Quem sabe assim não esqueço da lição de me completar.
 E lembrar, sempre, a sabedoria de Clarice: "

"Todas as manhãs ela deixa os sonhos na cama, acorda e põe sua roupa de viver"...







4 comentários:

  1. uhuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu! belissimo texto!!!! vou correndo fazer a minha numerologia!!!
    mereces isso e muito mais!
    beijos de tua fã incondicional
    Su

    ResponderExcluir
  2. Tens da rosa o todo: cor, delicadeza, perfume.
    Que tenhas um belo dia, linda flor!
    DdeS

    ResponderExcluir
  3. "Por isso não provoque..é cor de rosa choque....
    Ô,ô,ô não provoque...é cor de rosa choque..."
    Rita Lee já cantava...
    Bj,
    Meg

    ResponderExcluir
  4. a vida é aprendizado diário... acredite, você é a soma de tudo isso, dor, alegrias, realizações, dúvidas, perdas e ganhos... mas olhando bem percebo que a vida tem sido generosa contigo, pois, passeias entre a inteligência, sensibilidade e beleza com maestria... admiro vc!

    ResponderExcluir