terça-feira, 24 de maio de 2011

Quer?




Hoje é o Dia Nacional do Café - dizem! Engraçado isso, temos dia para quase todas as coisas. E se for para desejar, falta o Dia Nacional do Sorvete, com deliciosas promoções em todas as sorveterias por ai afora. Ou Dia Nacional do Chocolate, sei lá se tem, mas deveria. E que tal o Dia Nacional - ou Internacional? -  do Amor? E do Carinho? Talvez do Beijo?
É, ando bem "engraçadinha", já me disseram. E pelo ver dos dias que pensei em criar, carente. Não que não tenha isso tudo ao alcance, mas são coisas que quanto mais se tem, mais se quer. É ou não é? Poderia ter também o Dia do Chapéu, assim mataria a minha vontade de usar um sem o medo ridículo que tenho de pagar mico ou outro bicho qualquer.
Mas voltando às vacas magras, mas nem tanto, pois gosto de café com leite - e com ele um docinho qualquer, biscoito minúsculo, quem sabe um pedacinho de chocolate largado no fundo? -  gosto que me enrosco. Não do espresso (sim, é assim mesmo, com "s" e não com "x" de apressado), que gosto, mas me dá um certo mal estar. Quem sabe um carioca, como chamam aqui o café passado - ou coado, diria minha mãe. Quem sabe o cappuccino, preferido de meu filho. Ou um moca, gostinho de quero mais. Ah, são tantos e de tantos modos, tantos países e regiões de origem, tantos jeitos de preparar, quentes ou frios, quem sabe gelados, virando sorvete, hummmm? Já até sonhei em ser barista ( não, não é quem frequenta bar e sim quem entende e prepara cafés), assim como ainda sonho em ter um café charmoso - aqui lugar, não bebida -  junto  a uma pequena livraria. Alto demais?
O café me persegue, num bom sentido, desde sempre. Dos cafés açucarados de minha mãe e de minha avó, das quais eu roubava grandes goles - porque era mais gostoso, feito beijo. Dos cafés da tarde de praia, pão recém feito em casa comido morno ainda, leite de leiteiro entregue na porta, nata e manteiga caseiras. Quem sabe um doce de goiaba para acompanhar? Uma enorme xícara, coisa que gosto - e coleciono - até hoje - é claro, para caber muito. Dessas ser pires, grande asa e pronto. E colorida, sempre, para dar mais sabor. Quem sabe uma cuca de uva feita pela Zeny? Lembro também de atravessar a rua e trazer café tinindo de quente , servido em copo americano, da lanchonete em frente  à loja de minha mãe, Girassol, de onde gostava até do nome. Vinha enrolado com guardanapo na ânsia de não virar - mas não impedia de queimar meus dedos ainda pequenos. E tinha - e tem - lá seu sabor nessa simplicidade toda. E como. Ou de um que tomei pelas bandas de Tiradentes, a cidade, não o mártir,  com belo pão lotado de queijo fresco. Ou o gelado, apreciado assim, sem nenhuma pressa, do famoso Café Tortoni, o mais antigo de Buenos Aires. Café sempre me traz boas lembranças-  a não ser  por uma ou outra língua desavisada e queimada.
Café, adoro o cheiro, o gosto, o efeito em mim. Gosto do jeito simples com que invade a casa com seu aroma , gostoso despertador, avisando que chegou mais um dia, cuco silencioso e animador. Gosto do jeito que me acorda. Amo quem faz bem, ajeita lindamente na xícara, desenha com o simples vapor, coração, ou flor. Aplaudo de pé. Bom vinho, com todos os cuidados de escolha e serviço que esta bebida pede. Amo sentar junto ao amor e degustar, sem pressa, como se fosse momento único, tempero da hora, um breve relaxar. Café pede parada. Café pede dois. Nem que seja eu e eu, as tantas Joyces a conversar. Assim, em silêncio e sabor. O mundo lá fora a se espernear e eu ali, alongando a mente, belo espreguiçar.
E uma delas, curiosa, acha frases que me fazem rir. Ou pensar.

"O café deve estar quente como o inferno, ser negro como o diabo, puro como um anjo
e doce como o amor."
Charles-Maurice de Talleyrand-Périgord

"Funcionários públicos nunca devem tomar café depois do almoço. Faz com que percam o sono à tarde." Jilly Cooper

"Quando nós bebemos café, as idéias marcham como um exército."
Honoré de Balzac
 
"Se não há café para todos, não haverá para ninguém."
Che Guevara
 
Servido?


Um comentário:

  1. só aprendi a gostar de café apos uma desilusão amorosa...
    entao viva o dia internacional das desilusoes amorosas, afinal, todos nos ja passamos por uma!! kkk

    ResponderExcluir