terça-feira, 11 de outubro de 2011

Verdade!



A frase estava lá para quem quisesse ler:

"As mulheres permanecem sempre crianças que vivem à espera de algo".
Oscar Wilde

Conseguiu arrancar o sorrisinho mais maroto que tenho, aquele que nem dá para disfarçar. Aquele, extremamente verdadeiro de vitória, de entendimento, de conhecimento. Que escorrega na face sem freio. Deu até um certo prazer em ler...
Liguei esperar com esperança, essa vitamina que nos levanta todo dia, que nos faz acreditar até nas coisas mais impossíveis,  que nos faz esperar a melhor hora de agir, que nos dá crédito para continuar. Da menina que põe o salto alto da mãe e já se acha mulher. Que passa o batom e já acha que sabe beijar. Uns dias feito poupança, apostando devagar,  outros arriscando em praças maiores, quem sabe bolsa - de valores, não essas que amamos. Um dia de verdades, outro de blefes - ou de blefes em meio às verdades. Sim, sou criança, se ser criança significa sempre querer mais, de mim e  do mundo. Dos relacionamentos, que detesto mornos, brincadeira sem graça. Atiramo - nos, sim, porque não sabemos ser diferentes, nem metades, nem meias laranjas. Nem fruta sem sabor, nem comida sem sal. Do trabalho, onde sempre achamos que podemos  mais - e podemos. Mas um "podemos" até onde achamos que devemos, por querer e não por imposição. Tenho  - ou temos? - essa birra infantil, de querer tudo, agora, já. Mas também tenho - ou temos? -  a malícia do saber esperar. Aliás, sr. Oscar, malícia é tempero que não falta...
Grata, gratíssima, sr. Oscar, por assim nos definir. Mulher é feito criança, sim, sempre porque é sendo criança que se vive. Mas quando dá para ser mulher, ah, sai de baixo...
Ainda bem!

2 comentários:

  1. Caramba! Cada dia mais encantado! Parece até que escutei sua gargalhada como imagino que seja: franca, aberta, como você parece ser!

    ResponderExcluir
  2. Tudo o que chega, chega sempre por alguma razão
    Fernando Pessoa
    Partindo desse princípio, suponho que a frase do
    Oscar Wilde...chegou por alguma razão...e é tão simples..pra te lembrar..que a criança que sempre espera...tambem sempre alcança....quem sabe a criança agora...está esperando aquele banho interno...revigorante com gostinho de tudo vai ficar melhor e anima...empolga a pular feito menina as pedras do caminho e vale a pena...pois depois de tanta pedra, tem uma relva verdinha, daquelas de andar descalça e sentir o cheiro de liberdade saudável...e quem sabe receber o que tanto espera? e sem sentir...já começa a rir de prazer antecipado!!!bjks mil...torço muito por nós.

    ResponderExcluir