quinta-feira, 3 de julho de 2014

Crescer





Tentar ver leveza quando tudo pesa
Tentar ver beleza quando tudo quebra

Melhorar tudo com uma reza...
E que assim seja 
Amém♥

Postei outro dia esse poema "de rompante", como quem alivia o peito. Quando a gente se sente dentro de uma tempestade, melhor não lutar. melhor permanecer - ou pelo menos tentar - calmo. Equilibrar razão e emoção. Equilibra-se, para não sair no rumor da chuva, levada pelo vento, e ao parar, nem saber onde se está. Feito guarda chuva, aos cambalhotes. 
Deve ser para isso que o tempo passa. Deve ser para isso que se amadurece feito fruta, no ponto que dá o seu melhor doce, a sua melhor maciez, a sua melhor resposta à semente que a criou. O tempo passa - ele no ritmo dele e eu no meu -  e a gente "cresce" por dentro. Ameniza os fatos. Adoça as amarguras, como quem adoça o chá amargo, vira cura. Sabedoria de quem sabe o que quer a um ponto que tem até medo de falar e os outros acharem estranho. E ao mesmo tempo não se preocupa com os outros, tantos eus que tem, tanta gente interna, já, a opinar. Sabedoria de saber a quem escutar - se o cérebro ou o coração. Ou os dois, em comunhão?
Sabedoria deve ser isso, andar descanso onde só se sentia pedra.  Molhar o pé na água morna dos dias. Sentir sob eles a relva macia. E esperar, sim, mas esperar querendo muito ainda da vida. Esperar vivendo um dia de cada vez, uma vida como única, mas fazendo parte de um universo tão imenso que nem me cabe questionar. Sabedoria com sabor de café com leite, bolo de fubá mimoso, nata cremosa para arrematar. Saber saborear as pequenas conquistas, tão ínfimas aos olhos, mas tão enormes ao coração em paz. 
Ver leveza quando tudo pesa.


Ver beleza quando tudo quebra

Melhorar tudo com uma reza...
E que assim seja



2 comentários:

  1. Linda Joyce! Amo tudo o que você faz! Te desejo muita luz e muito sucesso, sempre!
    Beijo grande e um abraço apertado! :)))
    Raquel Abade

    ResponderExcluir
  2. Lindo! Você é especial! Parabéns! Bjs.AnaBicalho

    ResponderExcluir